sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Escola Municipal Clodoaldo Brito - Cairú - BA


Escola Municipal Clodoaldo Brito, localizada no Município de Cairú de Salinas das Margaridas, Bahia, Brasil, recebeu o nome do artista em homenagem à representatividade que ele teve para a região.

A escola conta com uma equipe de professores que moram em Cairú e outros que vêm de regiões vizinhas, entre eles uma neta do violonista de Codó,  Rose. Na escola também podemos encontrar bisnetos e primos de Codó, entre alunos e outros colaboradores. Toda essa presença da família na escola se reflete para a região de Cairú, onde a família de Codó é uma das pioneiras.

A escola além do ensino tradicional, busca manter viva a cultura regional, proporcionando aos alunos o contato com música e danças da cultura popular.

Uma dessas atividades de cunho cultural, é a tradicional Festa Junina promovida pela escola, que todo mês de Junho, realiza atividades diversas, estimulando os alunos à realização de pesquisas sobre história, e cultura popular, promovendo a socialização e o trabalho em grupo entre os alunos. 
 
 As alunos realmente botam a mão na massa! Na confecção de elementos de decoração, figurinos, bem como trazendo, cada um uma comida típica de São João, onde falam sobre as comidas e sua origens.

Em Junho de 2012 a escola recebeu Leninha (Filha de Codó) e seu filho Mauricio (neto de Codó), que foram do Rio de Janeiro visitar o Cairú, e participaram das atividades da escola. A escola recebeu os descendentes de Codó com muito carinho e atenção, aproveitando para lembrar aos alunos da história do artista Codó e sua representatividade para a região e projeção do nome da Município para o mundo.

A família de Codó tem grande satisfação em ter uma escola municipal que leva o nome do artista, reafirmando sua importância não só para a música popular brasileira, como para a região de Cairú, terra natal de Codó e onde ele fez grande contribuição para o desenvolvimento e estruturação acadêmica, ainda na década de 1950.

Segundo relatos da família, amigos e moradores da região contemporâneos do artista, foi Codó quem levou a 1º professora para o Cairú, a professora "Dona Estelita", que era de Salvador e foi trazida por Codó para proporcionar a educação fundamental para os moradores de ilha de Cairú de Salinas das Margaridas.
 
Já dizia Codó, “O homem que não sabe, não lê, não existe! A gente precisa atravessar essa bahia, e chegar lá, por que lá é que está o estudo", conta sua filha Leninha, e para promover isso para sua região, ele não media esforços, trazia e levava pessoalmente a professora Estelita de Salinas das Margaridas para o Cairú, trajeto este, na época feito por canoa, que era o meio de transporte mais rápido entre os dois lugarejos. 
Codó em sua infância não teve acesso a estudo em sua região, e sabia o quanto ele poderia ser importante para o indivíduo em sua sociedade, sendo um dos motivos que o fizerem promover o acesso das próximas gerações à educação escolar.


Um grande abraço a todos os professores, colaboradores e alunos da Escola Municipal Clodoaldo Brito!


http://www.facebook.com/eclodoaldobrito
http://eclodoaldobrito.blogspot.com.br/

Por Mauricio de Brito (neto de Codó).

terça-feira, 24 de julho de 2012